La vie est belle !
(de l'étonnement d'être vivante)


O Brasil nos principais jornais franceses

Le Monde 20/7/07

Après le crash de Sao Paulo, le gouverneur appelle à "la réduction immédiate du trafic" de l'aéroport

Le Figaro 23/7/07

Brésil : chaos dans le transport aérien

Quatre jours après le crash de São Paulo, une défaillance technique a désorganisé le trafic aérien

Les Echos 23/7/07

Brésil : Retour de la pagaille aérienne malgré l'annonce d'un plan d'urgence

Radars en panne, brouillard, etc... les ennuis continuent de s'accumuler dans le ciel brésilien, après le tragique accident d'un Airbus de TAM à Sao Paulo. Lula a annoncé une série de mesures pour faire face à la crise du système de transport aérien

La Tribune 23/7/07

Plusieurs vols annulés après la panne d'un radar au Brésil



Escrito por Teresa Abreu às 20h44
[   ] [ envie esta mensagem ]




Verão à beira do Sena

Campanha "Abraços gratuitos" chega a Paris

Conferido e aprovado



Escrito por Teresa Abreu às 08h06
[   ] [ envie esta mensagem ]




La condition humaine - la vraie

Photos: O Globo Online 

Eh, bah, dire quoi?

Les photos parlent par elles-mêmes

Voilà le destin de l’homme

Du rire ici

Du pleure là-bas

De l’allégresse aujourd'hui

De la tristesse sûrement demain

Des larmes, tantôt de joie tantôt de douleur

Et cette incompréhension qui nous livre

Au gré des jours qui passent

Ces jours et ces nuits se succédant

Interminablement

Vers on ne sait pas où



Escrito por Teresa Abreu às 10h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




Aceitando a vontade de Deus

 

Deus não está contra mim. No entanto, algo muito sério, que eu ignoro, fez com que Ele respondesse às minhas orações no sentido oposto do que eu esperava. Um choque, pois o que eu pedia é muito importante para mim, visceral mesmo. 

 

Fiz um pacto com Deus há alguns anos. Eu Lhe disse: "Senhor, não sou mulher de ficar na janela vendo a banda passar, sou de ação. Então, vamos combinar: eu vou botar a mão na fechadura para abrir as portas que eu quiser. As que o Senhor achar que eu posso abrir, por elas vou passar. Quando não quiser que eu passe, simplesmente feche a porta. Vou entender e aceitar." E assim tem sido. Muitas coisas eu consegui na vida graças a essa ousadia de ir onde eu só me julgava capaz de penetrar porque tinha o aval de um amigo todo-poderoso. Outras eu perdi, chorando às vezes, mas cumprindo sempre a minha parte no trato: sem revolta. Verdade que toda vez que Deus me fecha uma porta, logo em seguida me dá uma espécie de “compensação”, com uma coisa inusitada e que nunca tinha passado pela minha cabeça.

 

Well, desta vez eu estou no chão. Os acontecimentos me pronunciaram um irrevogável NÃO!, para o qual está muito difícil dizer amém, porque vai de encontro à minha própria natureza. Aceitar o veredicto do meu protetor onisciente é como virar inimiga de mim mesma. Não tenho escolha. Confio na Sua soberania e me curvo, ainda que profundamente triste (mas não deprimida), à Sua vontade.

 

Tango na beira do Sena, espetáculo à parte no verão parisiense



Escrito por Teresa Abreu às 17h04
[   ] [ envie esta mensagem ]




Et la nave va

Nuages dispersés. Doux. 17 °C
Nuages dispersés. Doux.
Vent - Direction : 11 km/h - W
Humidité : 68%
Point de rosée : 11 °C
Pression atmosphérique : 1013.21 mb

Estava eu, tranquilamente, lendo um livro e ouvindo Richard Wagner. Até que cheguei ao Prelúdio a Tristão e Isolda, sob a direção de Toscanini. Impossível continuar a leitura: este trecho exige dedicação de sentidos outros que a audição. Coração em êxtase, olho pela janela. Cai uma chuva fina. Embalada pelos acordes wagnerianos, reflito que uma música dessa só poderia mesmo ter sido criada na Europa, onde faz frio até no verão. É música para se ouvir em ambiente fechado, acústico, as notas musicais se encadeando com tanta perfeição que eu inconscientemente páro de respirar, talvez para não atrapalhar. Então, o ar me falta e eu sou obrigada a sorver um bocadão. Dói o peito, a visão embacia, mas os ouvidos, atentíssimos, ajudam-me a manter a consciência. Deixo o livro de lado e, enquanto vou voltando, escrevo este post.



Escrito por Teresa Abreu às 17h28
[   ] [ envie esta mensagem ]




Eu blogo, tu blogas, nós blogamos 

 

Mingle2 - Online Dating

Hoje tirei o dia para passear pelos blogs com link aqui no meu. Meu chefe está viajando e o vice, também. Sem culpa, portanto. Fazia tempo que não visitava meus amigos virtuais. Em alguns não deixei comentário porque no computador do trabalho não tem som e eu não sei o que dizem os filmes.

 

Encontrei no imBLOGlio carioca um teste para avaliar o quanto eu sou viciada na blogosfera. O resultado está aí em cima. Não vou contestar: estou sentada diante do computador desde as 10 horas da manhã, clicando e comentando, com o iPod grudado no ouvido esse tempo todo. Haja Amy Winehouse, Mika, Leonard Cohen, Gotan Project, Orquestra del Tango de Buenos Aires e Norah Jones, não necessariamente nesta ordem.



Escrito por Teresa Abreu às 16h25
[   ] [ envie esta mensagem ]




Os meus homens

 

Sou uma mulher que teve poucos homens. Os que tive, porém, foram os bons. Perdi contato com alguns, pois a vida me levou por caminhos nunca dantes imaginados, mas tive a chance de reencontrar dois deles durante a minha estranha quarentena no Rio.

 

Nada como o recuo do tempo para termos uma idéia do que significou a nossa passagem pela vida de uma pessoa, as impressões deixadas, o fruto da semente plantada.  Concluí que esses relacionamentos, há muito terminados (com um eu tinha 19 anos e com o outro, 31), “deram certo”. Porque esses homens me revelaram, despretensiosamente, os sentimentos que abrigaram em relação a mim, as marcas deixadas, as lembranças que guardaram. E o enorme carinho com que me tratam. Ouvi muitas coisas bacanas. 

 

Eu me sinto duplamente orgulhosa: primeiro, por poder me ver de uma maneira tão positiva através dos olhos de antigos amores, o que não é pouca coisa.  Normalmente, quando um relacionamento amoroso termina, só conseguimos enxergar os defeitos da pessoa que nos deixou ou que nós deixamos. Aquelas qualidades que nos atraíram desaparecem como que por encanto. E ficam a mágoa, o ressentimento, a frustração, às vezes até o ódio. Na França tem uma música cujo refrão diz que les histoires d’amour finissent mal, en général (em geral, as histórias de amor acabam mal). Há exceções.

 

Meu segundo motivo de orgulho é por constatar que eu soube escolher homens generosos. Os bons. O que eles me deram não tem preço: um retrato de mim mesma que me deixou uma sensação de tranqüilidade em relação ao que eu estou fazendo com a minha vida, meus valores, meus amigos e meus amores. Por essas e outras, minha estada no Rio, mais do que férias necessárias, foi uma cura para a minha alma.

 



Escrito por Teresa Abreu às 18h11
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




Meu perfil
Moro na França, onde trabalho para o Governo brasileiro. Gosto de livros, arte e cultura. Sou jornalista, escritora, fotógrafa e especialista em Relações Internacionais

 

Locations of visitors to this page

UOL

 
Histórico
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009


Categorias
  Todas
  Livros
  França
  Brasil
  Miniconto
  "Conta as bênçãos"
Sites amigos
  Minhas fotos - Mes photos
  La vie est belle! (o antigo)
  Soraia direto de Chicago
  My little Paris
  Ramses no século XXI
  Le blog d'Estelle en Irlande
  Blog da Martha Medeiros
  Idéias e livros
  Pensieri e parole
  Porão abaixo®
  Histórias do mundo
  Blog da Magui
  O mundo sueco e eu
  trajédia
  Cissinha
  Croissant-land
  Caminhar
  Pisando em uvas
  Brasileirinha
  Forum democrático
  Blogup
  Cenas do cotidiano
  As Palavras Todas
  Pub 66
  Samba Um
  avant-dernières pensées
  Luz de Luma
  Observador
  Bloggente
  Gazeta mundo cão
  Sandra Pontes
  Lino Resende
  O Chato
  Fotoblog da Filhinha
  Bibi Move Scliar
  Petite parisienne
  Balaio Porreta 1986
  Côté cour, Côté jardin
  Política à francesa
  Banca do Blues
  Bom dia, França
  Além da Torre
  meus instantes
  Nothing and all
  Facebook
  UOL
Votação
  Dê uma nota para meu blog