La vie est belle !
(de l'étonnement d'être vivante)


Deu tudo certo

 

Atualização: fotos de Mikonos e Delos já estão no fotoblog.

 

A gerente da agência da Air France onde JP é cliente ainda tentou nos embarcar no dia seguinte, e no outro, mas nós finalmente desistimos da viagem, estressados que estávamos com diversas idas e vindas ao aeroporto.

 

No entanto, eu já tinha um bilhete de trem para ir a Itália, para a volta do México. Telefonei para a minha amiga e perguntei sobre seu projeto de férias e ela estava muito chateada, pois tinha previsto ir para a Espanha, mas desistiu não me lembro porque, e queria ir para Atenas, mas o amigo na casa de quem pretendia ficar não tiraria férias e ela não teria companhia. “- Opa!!! Vera, você já tem companhia. Eu posso ir para a Grécia com você. Pergunta ao seu amigo se ele aceita mais uma pessoa.” No mesmo dia Vera me retornou a ligação, com o sim do Helder, meu colega de ministério, com quem, no entanto, não tinha intimidade.

 

Apesar de estarmos em altíssima temporada, e a Grécia ser muito procurada no verão por suas praias deslumbrantes, tudo foi dando certo. Pesquisei vôo Paris-Atenas e Vera pesquisou Milão-Atenas. A segunda opção era muuuuuito menos cara e eu troquei a data de partida do trem.

 

Queríamos ir à ilha de Zakynthos e Helder telefonou para o hotel onde ele já tinha estado. Havia um quarto vago. Precisávamos, então, alugar um carro. Fomos a uma locadora e um Ford Fiesta nos esperava. A maior parte da sinalização nas estradas está escrita... em grego, e o risco de perdermos a entrada para o porto era enorme: acertamos o caminho. Chegando à ilha, quem disse que lá as ruas têm nome? Nós acertamos o hotel. Na volta, estava eu no volante, enlouquecida com a mania que os gregos têm de dirigir pelo acostamento, quando meu celular toca. Vera atendeu, era a filhinha contando que viu na televisão que houve um terremoto de 6.9 no México. Sem vítimas, graças a Deus, mas vai saber.

  

Quando decidimos ir a Mikonos as portas foram se abrindo com a mesma facilidade: hotel em excelente localização, passagens nos barcos nos horários que queríamos.

 

E foi assim que, com mudança de companhia e de geografia, cumpri meu roteiro inicial de férias: visitas a sítios arqueológicos e muita praia.

 

As impressões sobre a Grécia ainda vão habitar minha memória por muito tempo. Foram três semanas de deslumbramento com tanta riqueza cultural e histórica, tanto mar, tanto sol, tanta comida boa, tanta gente bacana.



Escrito por Teresa Abreu às 16h20
[   ] [ envie esta mensagem ]




Deu tudo errado

 

Quando a coisa não é para ser, não tem jeito. Na minha partida para o México, tudo concorreu para que chegássemos atrasados ao aeroporto, e perdêssemos o avião. Primeiro, ao chegarmos ao terminal do ônibus da Air France que faz o trajeto Gare Montparnasse-Charles de Gaule, havia uma fila descomunal, mas o ônibus estava lá. No momento em que eu ia embarcar, o motorista avisou que o ônibus estava lotado, que eu esperasse o próximo, que chegaria em 15 minutos. Tudo bem, tínhamos tempo. O outro demorou meia hora. Tudo bem, éramos os primeiros da fila. Compramos os últimos bilhetes de ida e volta, o que nos garantiu uma economia de 6 Euros. Outras pessoas também queriam o bilhete de ida e volta e algumas esbravejaram quando o motorista avisou que não tinha mais. Uma passageira queria viajar de graça, alegando que ela não ia ficar no prejuízo por culpa da Air France. E o tempo foi passando. Como não tem trocador nesse ônibus, é o próprio motorista que recebe os pagamentos. Por incrível que pareça, ninguém tinha o dinheiro na mão na hora de entrar no ônibus. Só lá dentro é que perguntavam quanto custava o bilhete e toca a procurar a carteira de dinheiro.

 

Fui ficando agoniada, mas finalmente a porta se fechou e o motorista deu partida. Não tínhamos andado 10 minutos, quando o motorista recebe uma chamada de rádio, da central, solicitando que sua rota fosse desviada para pegar passageiros de outra linha, porque o ônibus deles deu um problema que já não me lembro. E lá fomos nós fazer um trajeto diferente. E o tempo está passando.

 

Na Gare de Lyon, mais novela com os passageiros que não tinham o dinheiro na mão ou que queriam o bilhete de ida e volta. Nisso, começa a cair uma chuva fina. O tempo foi passando e a minha agonia, aumentando. A chuva apertou e o trânsito ficou cada vez mais lento. Quando finalmente conseguimos sair do centro da cidade desabou um temporal daqueles e o trânsito parou de vez.

 

E foi assim que quando chegamos ao aeroporto o check-in estava encerrado, os passageiros da fila de espera haviam tomado nosso lugar e nós olhávamos incrédulos para a cara dos funcionários da Air France.



Escrito por Teresa Abreu às 16h12
[   ] [ envie esta mensagem ]




Satisfazendo curiosidades

 

Nao fui para o Mexico. A historia eh longa e conto quando voltar. No momento, estou num ciber-cafe na ilha de Mikonos.

Passei duas semanas em Atenas (visitei todos os sitios e ruinas historicos) e volto a Paris - e ao trabalho - na proxima segunda-feira. Estou fazendo fotos mil.

La vie est tres tres belle!!!



Escrito por Teresa Abreu às 20h03
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




Meu perfil
Moro na França, onde trabalho para o Governo brasileiro. Gosto de livros, arte e cultura. Sou jornalista, escritora, fotógrafa e especialista em Relações Internacionais

 

Locations of visitors to this page

UOL

 
Histórico
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009


Categorias
  Todas
  Livros
  França
  Brasil
  Miniconto
  "Conta as bênçãos"
Sites amigos
  Minhas fotos - Mes photos
  La vie est belle! (o antigo)
  Soraia direto de Chicago
  My little Paris
  Ramses no século XXI
  Le blog d'Estelle en Irlande
  Blog da Martha Medeiros
  Idéias e livros
  Pensieri e parole
  Porão abaixo®
  Histórias do mundo
  Blog da Magui
  O mundo sueco e eu
  trajédia
  Cissinha
  Croissant-land
  Caminhar
  Pisando em uvas
  Brasileirinha
  Forum democrático
  Blogup
  Cenas do cotidiano
  As Palavras Todas
  Pub 66
  Samba Um
  avant-dernières pensées
  Luz de Luma
  Observador
  Bloggente
  Gazeta mundo cão
  Sandra Pontes
  Lino Resende
  O Chato
  Fotoblog da Filhinha
  Bibi Move Scliar
  Petite parisienne
  Balaio Porreta 1986
  Côté cour, Côté jardin
  Política à francesa
  Banca do Blues
  Bom dia, França
  Além da Torre
  meus instantes
  Nothing and all
  Facebook
  UOL
Votação
  Dê uma nota para meu blog