La vie est belle !
(de l'étonnement d'être vivante)


Falta do que fazer é fogo. Fui operada há nove dias e desde que voltei do hospital estou aqui feito uma inválida, da cama pro sofá, do sofá pra cama. Não agüento mais, não tenho e nunca tive paciência para ficar doente, e muito menos para ser convalescente.

Pois hoje resolvi sair, por conta de uma idéia que está me martelando a cabeça há uns quatro dias: fui à FNAC comprar um método de alemão. Cismei que vou aprender alemão. Nem preciso dizer que quase desmaei de tanta dor, mas voltei pra casa com o método e um dicionário alemão-francês/francês-alemão.

Depois de me deitar um tempo - curto - para me refazer das dores, ataquei-me à fita K7.

Socorroooooo!!!

Que isso? Não entendi nada do diálogo de 10 frases curtíssimas. Fiquei impressionada. Uma apaixonada por línguas como eu, que nunca tive dificuldade para aprender idiomas, me senti totalmente ignorante diante daqueles sons absolutamente incompreensíveis. E dizem que o alemão é mais fácil do que o francês.

Depois de ouvir o diálogo milhões de vezes, por três horas seguidas, os sons começam a fazer sentido. E vou em frente, que não sou mulher de correr da raia. Quem sabe me aventuro a pedir uma cerveja estupidamente gelada, em alemão, quando voltar a Munique, talvez, para assistir no telão da Marienplatz o jogo do Brasil contra a Austrália, em 18 de junho.

Auf Wiedersehen, also (Até breve, então).



Escrito por Teresa Abreu às 20h50
[   ] [ envie esta mensagem ]




Promessa é dívida

Conforme prometido no post do dia 28 de janeiro, nem esperei o verão chegar para visitar Salzburg, a cidade onde Mozart nasceu. Fiquei fascinada. Experiência indescritível, em que as  fotos que fiz de sua casa e da Residência dos Duques, onde o pequeno gênio fez sua primeira audição aos seis anos, não traduzem a emoção de pisar onde esteve esse enviado de Deus ao nosso pequeno mundo, tão necessitado de harmonia e beleza.



Escrito por Teresa Abreu às 17h17
[   ] [ envie esta mensagem ]




Munique, capital da cerveja

Pouco depois da fundação da cidade, em 1158, pelo duque Henri "o Leão de Braunschweig" a família Wittelsbach chegou ao poder (1180). Eles fizeram de Munique a sua residência principal em 1255 e logo perceberam as vantagens que poderiam tirar do "pior" da cidade: espertamente, resolveram que apenas os soberanos tinham o direito de produzir e comercializar a cerveja.

Naquela época, a fabricação da cerveja era uma tarefa de monges. Os agostinianos (aos quais é atribuída a mais antiga cervejaria ainda existente em Munique), iniciaram essa atividade em 1328. Desde então, a cerveja corre solta entre a população. 

Como as fraudes sempre existiram, o duque Albrecht IV instituiu, em 1487, uma severa lei, a « Bierordnung », para a cidade de Munique – bem antes da ordem oficial de "pureza bavária" (« bayerisches Reinheitgebot »), editada em 1516 pelo duque Wilhem IV. Assim, foi escrita a « Münchner Bierordnung », a mais antiga lei no mundo sobre o consumo de cerveja.

Durante a festa dos Cervejeiros, uma tradição medieval, os cervejeiros de Munique prestavam juramento sobre o « Reinheitsgebot ». Hoje em dia, a festa dos Cervejeiros acontece na mesma data da festa da fundação da cidade e proporciona aos habitantes de Munique, bem como aos seus visitantes, um desfile com roupas regionais, fanfarras e carros de cerveja com seus magníficos cortejos de cavalos.

Hofbräuhaus

Uma marca característica de Munique há 411 anos, cujo nome se tornou conhecido no mundo inteiro é a cervejaria Hofbräuhaus. Durante o ano inteiro, os amantes de cerveja de todas as nações do mundo afluem à Hofbräuhaus, que comporta 5 mil pessoas. Ela está localizada na «Platzl» desde 1589, no centro da cidade velha. Em 1852, o Estado Bávaro elevou o prefeito da cidade à catégoria de «Mestre Cervejeiro», designação que perdura.

Veja a ampliação ds fotos no fotoblog.

 



Escrito por Teresa Abreu às 19h17
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




Meu perfil
Moro na França, onde trabalho para o Governo brasileiro. Gosto de livros, arte e cultura. Sou jornalista, escritora, fotógrafa e especialista em Relações Internacionais

 

Locations of visitors to this page

UOL

 
Histórico
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/05/2009 a 31/05/2009
  01/04/2009 a 30/04/2009


Categorias
  Todas
  Livros
  França
  Brasil
  Miniconto
  "Conta as bênçãos"
Sites amigos
  Minhas fotos - Mes photos
  La vie est belle! (o antigo)
  Soraia direto de Chicago
  My little Paris
  Ramses no século XXI
  Le blog d'Estelle en Irlande
  Blog da Martha Medeiros
  Idéias e livros
  Pensieri e parole
  Porão abaixo®
  Histórias do mundo
  Blog da Magui
  O mundo sueco e eu
  trajédia
  Cissinha
  Croissant-land
  Caminhar
  Pisando em uvas
  Brasileirinha
  Forum democrático
  Blogup
  Cenas do cotidiano
  As Palavras Todas
  Pub 66
  Samba Um
  avant-dernières pensées
  Luz de Luma
  Observador
  Bloggente
  Gazeta mundo cão
  Sandra Pontes
  Lino Resende
  O Chato
  Fotoblog da Filhinha
  Bibi Move Scliar
  Petite parisienne
  Balaio Porreta 1986
  Côté cour, Côté jardin
  Política à francesa
  Banca do Blues
  Bom dia, França
  Além da Torre
  meus instantes
  Nothing and all
  Facebook
  UOL
Votação
  Dê uma nota para meu blog